Ciclistas Shimano iniciam temporada de Mountain Bike na Taça Brasil de XCO no Paraná

Os dias de treinamentos intensos nos últimos dois meses, período de base para a temporada de 2017, darão espaço neste fim de semana às disputas de tirar o fôlego na Estância Águas da Serra, em Campo Largo (PR). Os melhores ciclistas de mountain bike do País disputam neste sábado e domingo (11 e 12) a Taça Brasil de XCO, primeira competição do calendário nacional de MTB valendo pontos no ranking mundial. A Shimano será representado por 12 atletas de cinco equipes.

Entre eles, destacam-se Ricardo Pscheidt (Trek Brasil), Rubinho Valeriano e Guilherme Muller (ambos Sense Bike Factory Racing), Sherman Trezza e Wolfgang Soares (ambos Caloi Elite Team) e Daniel Grossi (Groove/Shimano), fortes candidatos na briga pelo título da principal categoria do evento, a elite masculina. Completam o Shimano Sports Team em Campo Largo os atletas Luiz Renato Borges, Karen Olímpio e Kennedi Lago (Oggi/Shimano), Jefferson Batista e João Pedro Firmeza (AVA Project) e Mario Couto (Sense Bike Factory Racing).

Para o catarinense Ricardo Pscheidt, o foco está em buscar um lugar no pódio, além de testar o físico e poder avaliar como os principais rivais estão preparados. “A Taça Brasil tornou-se a competição que abre oficialmente o calendário do XCO nacional. Sempre temos uma expectativa em relação a essa corrida, em torno do próprio desempenho e também dos demais atletas. Creio que, como já vinha acontecendo no último ano, novos atletas comecem a se destacar e a figurarem no pódio da elite. Para mim é uma competição com um gosto especial, já que é uma das poucas provas UCI disputadas próxima à minha região”, destaca Pscheidt.

O mesmo vale para o mineiro Daniel Grossi, que além de analisar os adversários, pretende buscar o ritmo de prova, uma vez que não compete desde outubro de 2016. “Durante minha preparação em janeiro tive uma queda e acabei levando pontos no joelho. Isso acabou atrapalhando minha preparação para temporada, porque fiquei 10 dias sem treinar. Com isso, apertei nos treinos e corri atrás do tempo perdido nas últimas semanas, dando maior importância para as demais provas que vamos ter durante o ano de 2017”, conta Grossi.

Em comum a Ricardo Pscheidt, Daniel Grossi e aos demais ciclistas do Shimano Sports Team do mountain bike cross country, está o fato de eles terem os melhores componentes para a prática do esporte equipando suas bicicletas. Tanto Grossi quanto Pscheidt têm suas bikes equipadas com o grupo Shimano XTR Di2, a tecnologia eletrônica de mudança de marchas que chegou para revolucionar a maneira como se pratica o Mountain Bike, ao estabelecer uma nova referência na relação atleta, mudança de marchas e sua bicicleta, para o esporte de alta performance.

Sobre a Shimano – Empresa líder de mercado em componentes e acessórios para bicicleta e pesca, a Shimano foi criada em 1921 e possui sede em Sakai, no Japão. O escritório da Shimano Latin America foi fundado em 2007, em São Paulo.

A Shimano desenvolveu as exclusivas tecnologias STI (Shimano Total Integration – alavanca de marchas e freio integrados), SPD (Shimano Pedaling Dynamics – para sapatilhas e pedais) e SIS (Shimano IndexSystem), entre outras, reconhecidas e referência no mundo todo. Possui entre suas marcas nomes que são sinônimos de qualidade e performance no universo ciclístico: XTR, Dura Ace, Ultegra, DI2.